sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Papel do Socorrista

Para se ser socorrista, é preciso saber-se ministrar eficazmente os primeiros socorros a todo o indivíduo que deles necessite.
Para isso, torna-se necessário adquirir conhecimentos técnicos e um certo estado de espírito.
Os primeiros resultam de uma aprendizagem teórica e prática que se reveste da maior importância, pois um socorrista eficiente presta socorros de urgência quase por reflexos.
Deste modo, ele não pode estagnar, tem de estar sempre aberto a uma aprendizagem de novas técnicas e cada vez mais aperfeiçoadas.
Para além do conhecimento das técnicas, impõem-se que o socorrista possua um espírito de ajuda e um desejo de ser útil ao próximo, mas desinteressadamente, contando apenas com a satisfação pessoal de bem-fazer.
Um socorrista, ao proporcionar os primeiros socorros de uma maneira segura e eficaz, de modo a entregar a vítima viva ao médico e evitar o agravamento do seu estado, tem um papel primordial, limitado e temporário:
  • primordial, porque ele é o primeiro a socorrer a vítima, tanto física como psicologicamente, a impedir que testemunhas incompetentes (embora animadas de um espírito de boa vontade e ajuda) actuem erradamente, a tomar medidas para conduzi-la ao hospital em condições de protecção e segurança;
  • limitado, porque actua com pequenos gestos, mas seguros e eficientes, utilizando, na maior parte dos casos, material improvisado;
  • temporário, pois a sua actuação só dura até chegar o médico.

2 comentários:

Anónimo disse...

socorrista tem por obrigação de adentrar numa residencia e imobilizar um paciente que sofre de problema psiquiatrico e colocar numa ambulancia

Will Albuquerque disse...


Olá Pessoal gostaria de indicar um material para sua análise chamado Manual Prático do Socorrista, vocês podem ter acesso através do Link: http://www.manualdosocorrista.k6.com.br ou pelo nosso endereço do Blogger: https://manualdosocorrista.blogspot.com.br/ ficaremos muito gratos com sua avaliação.